eduscrum

EDUCAGILE | Métodos Ágeis para Educação

Método Ágil - O que é?  A metodologia ágil é um modelo e uma filosofia que propõe alternativas à gestão de projetos tradicional e tem a função de aprimorar o processo de desenvolvimento de um produto ou serviço. Surgiu da necessidade indústria de software de resolver alguns problemas, como a diferença entre as necessidades do cliente e o tempo das entregas, que acabavam gerando mudanças no escopo do projeto e aumentando o custo final do trabalho. Então que em 2001, numa reunião de 3 dias, um grupo de desenvolvedores documentou o que chamaram de Manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software, ou simplesmente Manifesto Ágil.  Um dos métodos ágeis mais populares é o Scrum, que ao ser adaptado a realidade educacional, foi nomeado de eduScrum. Antes de falarmos sobre eduScrum, e como os Métodos Ágeis podem ser usados na educação. Que tal entendermos o que significa cada um desses termos. Esse post se propõe a isso, dar a você a possibilidade de conhecer novos recursos para aplicar em seus projetos educacionais.  O que achou? #eduscrum #eduscrumbr #metodoagil #agileschool #agileclassroom #educagile #scrum #agilidade #googleei #brz19 #googleinnovator #googleforeducation #innovatorsbrO Manifesto Ágil é baseado em 4 valores, que são:  Valores:  1️⃣Indivíduos e interações mais que (acima de) processos e ferramentas. Para a Aprendizagem Ágil podemos encarar os 4 valores da seguinte maneira (não oficial, sugestões são muuito bem vindas): 1️⃣ Indivíduos e interações mais que (acima de) processos e ferramentasO Manifesto Ágil é baseado em 4 valores, que são: Valores: 2️⃣Software em funcionamento mais que (é melhor que) documentação abrangente  Para a Aprendizagem Ágil podemos encarar os 4 valores da seguinte maneira (não oficial, sugestões são muuito bem vindas):  2️⃣Aprendizagem significativa mais que (é melhor que) a provas e testesO Manifesto Ágil é baseado em 4 valores, que são: Valores: 3️⃣Colaboração com o cliente mais que (acima de) negociação de contratos  Para a Aprendizagem Ágil podemos encarar os 4 valores da seguinte maneira (não oficial, sugestões são muuito bem vindas):  3️⃣Colaboração das partes interessadas mais que (acima de) negociações complexasO Manifesto Ágil é baseado em 4 valores, que são: Valores: 4️⃣Responder a mudanças mais que (ao invés de) seguir um plano  Para a Aprendizagem Ágil podemos encarar os 4 valores da seguinte maneira (não oficial, sugestões são muuito bem vindas):  4️⃣Adaptar-se as mudanças mais que (ao invés de) seguir um plano

Método Ágil - O que é?

A metodologia ágil é um modelo e uma filosofia que propõe alternativas à gestão de projetos tradicional e tem a função de aprimorar o processo de desenvolvimento de um produto ou serviço. Surgiu da necessidade indústria de software de resolver alguns problemas, como a diferença entre as necessidades do cliente e o tempo das entregas, que acabavam gerando mudanças no escopo do projeto e aumentando o custo final do trabalho.

Então que em 2001, numa reunião de 3 dias, um grupo de desenvolvedores documentou o que chamaram de Manifesto para o Desenvolvimento Ágil de Software, ou simplesmente Manifesto Ágil.

Um dos métodos ágeis mais populares é o Scrum, que ao ser adaptado a realidade educacional, foi nomeado de eduScrum. Antes de falarmos sobre eduScrum, e como os Métodos Ágeis podem ser usados na educação. Que tal entendermos o que significa cada um desses termos.

Esse post se propõe a isso, dar a você a possibilidade de conhecer novos recursos para aplicar em seus projetos educacionais.

O que achou?

#eduscrum #eduscrumbr #metodoagil #agileschool #agileclassroom #educagile #scrum #agilidade #googleei #brz19 #googleinnovator #googleforeducation #innovatorsbr

aprendizagem ágil | valores

Indivíduos e interações mais que (acima de) processos e ferramentas


Ao adaptar o Scrum para o ambiente educacional (eduScrum) consideramos principalmente que a interação face a face é a maneira mais eficiente e eficaz de comunicação em uma equipe. Mesmo que a tecnologia possa apoiar essa relação, o contato direto entre os membros da equipe segue sendo o mais recomendado.

Dar o ambiente adequado para que os estudantes criem as relações necessários para que possam apoiar-se uns aos outros e desenvolver as habilidades e competências necessárias, é mais e melhor do que seguir protocolos e processos engessados.

Os estudantes aprendem de forma autônoma e colaborativa quando são orientados por um(a) educador(a) que lhes diz “O QUÊ” precisam aprender e deixa-os livre para decidir “COMO” irão fazê-lo.

Colaboração das partes interessadas mais que (acima de) negociações complexas


Grande parte das interações escolares é definida por negociações complexas, em todos os níveis. Poucas vezes ocorre colaboração verdadeira entre as partes interessadas. A colaboração como um valor para a Aprendizagem Ágil diz respeito a fazer com que os envolvidos aprendam com os ciclos de atividades, colaborando entre si e iterando. Promover o compromisso com a excelência e não com cumprir planos negociados e impostos verticalmente. Esse compromisso, irá levar a uma constante colaboração, proavitidade e compromisso de todos.

Aprendizagem significativa mais que (é melhor que) a provas e testes

Aprendizagem significativa é, sem dúvida, a melhor métrica de desempenho em equipes ágeis. Apesar de não ser descartado o uso de testes padronizados, a aprendizagem significativa leva em consideração que o estudante relaciona seu aprendizado com seu conhecimento prévio, onde vive e a comunidade a sua volta e este aprendizado lhe será útil também em outros contextos. Preparar o estudante para estar aprender durante toda a experiência de sua vida e estar adaptado a mudanças repentinas é mais importante do que prepará-lo para uma única prova que definirá o seu grau de conhecimento adquirido.

Adaptar-se as mudanças mais que (ao invés de) seguir um plano

Historicamente, planejar e seguir o plano sempre foram as bases da educação, operando com base no modelo de fábrica do século XIX em que nossas escolas públicas foram fundadas. Pouco mudou desde então. É sempre tentador planejar minuciosamente para obtermos o máximo de controle e não deixar que nada fuja dele. Porém, vivemos em uma era de mudanças (ou uma mudança de era), onde as coisas são Voláteis, Incertas, Complexas e Ambíguas e a habilidade de adaptar-se a essas mudanças pode fazer grande diferença no aprendizado e na vida de nossos estudantes. No momento atual é um mito acreditar que planos maiores oferecem mais controle, muito pelo contrário, quanto mais planejamos, maior a probabilidade de nossos planos darem errado. O mindset que precisamos desenvolver é o de influenciar o futuro e não prevê-lo. Com esse mindset os estudantes estão mais adaptados e empoderados para tomar decisões que possam corrigir sua trilha de estudo e aprendizado.

aprendizagem ágil | princípios

Veja abaixo quais são, segundo FILATRO e CAVALCANTI (2018) os 12 Princípios da Aprendizagem Ágil baseados nos 12 Princípios do Manifesto Ágil, são:

FILATRO, Andrea; CAVALCANTI, Carolina Costa. Metodologias Inov-ativas na educação presencial, a distância e corporativa. Saraiva Educação SA, 2018.SUTHERLAND, Jeff et al (ed.). Princípios por trás do Manifesto Ágil. 2001. Disponível em: http://agilemanifesto.org/iso/ptbr/principles.html. Acesso em: 01 jun. 2020.
A maior prioridade é satisfazer às necessidades dos estudantes e de suas famílias por meio da entrega precoce e contínua de aprendizagem;A Aprendizagem Ágil quer que o estudante tenha percepção do progresso de seu aprendizado a cada iteração. Essa percepção deve acontecer o mais cedo possível. Para que isso aconteça, as atividades devem ser guiadas para que se tenha feedback constante e que esse feedback sirva para retroalimentar o processo de aprendizado além de um processo extremamente transparente onde todos os envolvidos estejam cientes de seus papéis e compromissos.
Mudanças nos requisitos são bem recebidos, mesmo ao final de um ciclo de aprendizagem, em benefício dos estudantes e suas famílias;O aprendizado deve estar sempre aberto a adaptação e a mudanças. Os “gatilhos” para mudanças podem vir das mais diversas fontes, seja um evento de relevância mundial: crises, guerras, pandemias, exploração espacial, aquecimento global, etc.. Necessidades locais como campanhas de arrecadação de alimentos ou agasalhos, ajuda às comunidades carentes, dentre tantas outros temas que podem e devem ser incorporados ao processo de aprendizagem sempre que isso representar benefícios aos estudantes e suas famílias.
A Aprendizagem Ágil oferece frequentemente aprendizagem significativa, no espaço de alguns dias e até algumas semanas, com preferência para o prazo mais curto;Aprendizagem Significativa é um processo pelo qual uma informação nova relaciona-se a um aspecto importante da estrutura de conhecimento do estudante. A aprendizagem ágil, por sua característica base de dividir os objetivos educacionais em Sprints curtos, fazem com que esse processo seja visto de maneira marcante nos estudantes.
Os membros da equipe escola e a família trabalham juntas cotidianamente para criar oportunidades de aprendizagem para todos os participantes;Comunicação transparente, clara e honesta entre os envolvidos, onde a família sabe, contribui e aprova a experiência de aprendizado vivida pelos estudantes. Equipe escolar promovendo os valores e princípios de aprendizagem ágil no ambiente escolar e a família contribuindo de forma positiva na continuidade da aprendizagem dos estudantes em outros momentos, resultando em aprendizagem significativa, com desenvolvimento de autonomia, descoberta e a adaptabilidade.
A Aprendizagem Ágil cria projetos em torno de indivíduos motivados, dão-lhes o ambiente e apoio de que precisam, e confiam neles para fazer o trabalho;Motivar os indivíduos, educadores, estudantes, família e comunidade escolar - é isso que a aprendizagem ágil promove. Dar ferramentas, ambiente, apoio e mentoria, permitir que façam o seu trabalho. Grandes projetos nascem de equipes motivadas e autônomas. Promova um ambiente seguro que permita ousar e “se errar, errar rápido” para aprender com o erro e, se necessário, tomar um novo caminho.
A Aprendizagem Ágil reconhece que o método mais efetivo de transmitir informações para e dentro de uma equipe é a interação face a face;A comunicação para dentro e para fora de uma equipe, por meio de reuniões face a face promovem o comprometimento da equipe. Alguns “agilistas” indicam que uma das principais ferramentas para se iniciar a implementar Scrum em ambiente corporativo é a Daily Scrum, uma reunião rápida de 15 minutos, onde a equipe responde a três perguntas que levam a trazer ainda mais clareza e transparência com as informações sobre o desenvolvimento do projeto e, empatia e comprometimento entre os membros da equipe. Na Aprendizagem Ágil, os estudantes também têm esse e outros momentos de interação face a face. É um ótimo ponto de partida na implementação de práticas ágeis na educação.
A Aprendizagem Significativa é a principal medida de progresso;Antes de falar deste princípio, retorne e reveja o segundo valor apresentado pelo Manifesto da Aprendizagem Ágil. Reviu? Então deve ter percebido que este é O PRINCÍPIO que representa quase que totalmente este valor. Na Aprendizagem Ágil o aprendizado significativo é a melhor maneira de mensurar o desempenho de um estudante. O estudante aprende significativamente quando novas informações se apoiam em conhecimentos prévios dele. Desta forma, toda experiência vivida pelo estudante, dentro e fora do ambiente escolar, e toda informação deve ser usada para ancorar a absorção de novos conhecimentos, habilidades e competências. Uma condição essencial para que isso aconteça é ter um estudante motivado e interessado por todo o processo, disposto a contribuir com suas experiências e conhecimentos prévios. Assim, cabe a cada ator (educador, estudante e família) envolvido nesse processo entender a relevância desse princípio e buscar usá-lo a fim de obter o melhor resultado na aprendizagem. Como já visto quando falamos sobre o segundo valor, teste padronizados, avaliações e provas aplicadas de modo tradicional não estão totalmente descartadas. Mas devemos criar mecanismos que meçam a Aprendizagem Significativa do estudante.
Seus processos promovem a sustentabilidades. Educadores, estudantes e famílias devem ser capazes de manter indefinidamente um ritmo constante;Na Aprendizagem Ágil o ambiente não pode ser um obstáculo para a manutenção do ritmo tanto dos estudantes e educadores, quanto das famílias. A interação entre as partes deve ser constante, mantendo uma relação sadia de aprendizado, feedback e transparência. Assim o processo pode ser melhorado a cada iteração. Estudantes sentem-se ouvidos durante o processo, educadores podem adaptar suas práticas e ajustar objetivos e família vê e participa de todas as etapas, fortalecendo as relações entre as partes e criando um ambiente favorável para a aprendizagem significativa.
A Aprendizagem Ágil acredita que a atenção contínua à excelência técnica e ao bom design aumenta a capacidade de adaptação;
Quando falamos de Aprendizagem Ágil não estamos falando de rápido, de baixa qualidade ou insuficiente. Muito pelo contrário. Além de aprendizagem significativa, a atenção com a qualidade na produção e na forma de apresentação de qualquer material desenvolvido pelos estudante favorece a adaptação. Mudanças durante o processo não quebram a estrutura ou a forma de agir de equipes ágeis. Valores, princípios, papéis, cerimônias e artefatos mantém a organização do trabalho nas equipes. Um trabalho produzido sob essas regras, com atenção a excelência técnica e bom design é facilmente adaptável em caso de mudanças nos objetivos de aprendizagem durante o processo.
Simplicidade - a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado - é essencial;
Ser SIMPLES, porém, não SIMPLISTA. Para a aprendizagem ágil, tornar as coisas simples torna também é fator determinante para que o estudantes possam se apropriar das informações e processos ao qual estão experienciando. A definição de Simples e Simplista reflete bem esse princípio:SIMPLES não é o oposto de complexo, mas o OPOSTO DE COMPLICADO. A simplicidade é a ausência de extravagâncias, de exageros que são como armadilhas que te impedem de atingir os seus objetivos.O SIMPLISTA deixa de lado aspectos fundamentais dos objetivos. O que é exatamente o oposto que a aprendizagem ágil quer.


As melhores ideias e iniciativas emergem de equipes auto-organizadas;
Dar autonomia para os times.equipes tomarem as melhores decisões possíveis, trabalhar com uma equipe multidisciplinar, desenvolver a autonomia, liderança e disciplina torna o aprendizado muito mais seguro e compromissado por parte dos estudantes. Deles surgem ideias de aprimoramentos, feedbacks sobre as experiências de aprendizagem e iniciativas de trabalhos em equipe que só são possíveis depois de incorporado a cultura da aprendizagem ágil.
Em intervalos regulares, as equipes refletem sobre como se tornar mais eficazes, depois sintonizam e ajustam seu comportamento como necessário.
Os times/equipes devem desenvolver o hábito de ter um momento para conversar sobre o andamento da aprendizagem, os objetivos dados pelo educador, como estão progredindo, o que está lhes impedindo de avançar, o que estão fazendo a respeito do progresso e impedimentos, etc..Ao fazer isso, estão desenvolvendo a comunicação clara com os colegas, definição de metas SMART, cooperação e comprometimento com a excelência nos resultados de aprendizagem.

Sobre o autor

Me chamo Clérice Rodrigo de Moura, sou apaixonado por educação. Graduado em Web Design e Programação (UNISUL), pós-graduado em Mídias na Educação (UFRGS). High Tech Evangelist. Amo testar e compartilhar experiências de uso com inovações metodológicas e tecnológicas. Professor de Informática Educativa no EF. Empreendedor e professor em cursos profissionalizantes na @infinityeducacao. Google Innovator - turma BRZ19.